ELEIÇÃO PARA DIRETOR NO PURO-UFF: Por uma universidade pública, gratuita, com qualidade e democracia para todos!!!

O PURO (Pólo universitário de Rio das Ostras) esta em processo eleitoral que irá decidir a direção e conselheiros deste pólo. As eleições ocorrerão nos dias 05, 06 e 07 de julho de 2011, das 10h as 21h, no hall do PURO. Estudantes, funcionários e professores poderão votar e contribuir para a construção da UFF Rio das Ostras como uma universidade para todos, democrática e preocupada com a real integração com a sociedade.

Os debates entre as chapas vão acontecer em dois horários: 3ª 28/jun/2011 das 18:00 às 21:00, e 5ª 30/jun/2011 das 10:00 às 13:00.

Este é o memento de pensarmos em que universidade queremos e por isso o PSOL SERRAMAR convida a todos e todas  a conhecerem e apoiarem a chapa 1, que é composta por aqueles e aquelas que acreditam que uma universidade pública, gratuita, com qualidade e democracia para todos é possível.

A seguir fragmento da Plataforma política da Chapa 1:

PROPOSTA PARA A GESTÃO DA DIREÇÃO DO POLO UNIVERSITÁRIO DE RIO DAS OSTRAS

 Proponentes: Professora Eblin Joseph Farage e Professor Eduardo Nahum Ochs

  Breve Biografia

 Eblin Joseph Farage:

Assistente social formada pela escola de serviço social da UFF, mestre em serviço social pela UFRJ e doutoranda em serviço social pela UERJ. Longa experiência na área de educação e formação junto a movimento sociais e populares, experiência com elaboração e gestão de projetos sociais. Atualmente é professora do curso de serviço social e coordenadora do Projeto de Extensão Assessoria a Movimentos Sociais e Populares.

 Eduardo Nahum Ochs:

Doutor em Matemática pela PUC-Rio, com pesquisa em Lógica, Teoria de Categorias e Raciocínio Diagramático, e ativista de Software Livre e contribuidor do Projeto GNU desde 1999; atualmente é professor do Departamento de Física e Matemática do PURO. Para mais informações veja a sua página web: http://angg.twu.net/ .

  O PURO

 Introdução

 “Se, na verdade, não estou no mundo para simplesmente a ele me adaptar, mas para transformá-lo; se não é possível mudá-lo sem um certo sonho ou projeto de mundo, devo usar toda possibilidade que tenha para não apenas falar de minha utopia, mas participar de práticas com ela coerentes.”(Paulo Freire)

           A comunidade acadêmica da UFF de Rio das Ostras tem sido cotidianamente desafiada para assegurar a consolidação de um Polo Universitário de qualidade. Técnicos administrativos, docentes e alunos enfrentam hoje um quadro de precarização de suas condições de trabalho, de ensino, pesquisa e extensão que vem colocando em risco o projeto de excelência universitária que procuramos construir nesses quase sete anos de existência da UFF em Rio das Ostras.

           Temos clareza que os desafios desse quadro de precarização extrapolam os limites de nossas possibilidades internas, pois dependem de negociações institucionais junto à Prefeitura, à Reitoria e ao MEC. Do mesmo modo, temos clareza que para fortalecer nossa capacidade de negociação nessas frentes é preciso investir na construção de uma identidade e uma unidade de nossa comunidade acadêmica na direção da consolidação de nosso projeto de excelência universitária.

           O cenário nacional das Instituições Federais de Ensino Superior revela a grandeza de nossos desafios na luta pela ampliação dos quadros docente e administrativo, pela ampliação do acesso (e permanência) ao ensino superior de qualidade, bem como na manutenção da indissociabilidade do ensino, da pesquisa e da extensão. Do mesmo modo revela a necessidade de mobilização e articulação política para a melhoria das condições de trabalho, de aprendizagem e de pesquisa, capacidade demonstrada por nossa comunidade na manifestação pública do último dia 25 de maio e no atual movimento grevista dos técnicos administrativos, que tem nosso apoio e solidariedade.

           Neste cenário, as negociações isoladas também tem demonstrado que seus ganhos são superficiais e temporários contribuindo apenas para enfraquecer e deslegitimar projetos mais amplos e inclusivos que assegurem o efetivo significado que está na base da concepção de Universidade, qual seja, de unidade na diversidade que configura uma totalidade e não a soma de práticas, concepções ou projetos isolados e particularistas.

           No âmbito de nosso Polo esses desafios são ainda mais urgentes e grandiosos, visto que ainda não temos nossos quadros docente e administrativo completos e as condições de infra-estrutura adequadas para a consolidação dos seis cursos hoje existentes e para a criação de programas de estudos pós-graduados.

Para ler a Plataforma na íntegra acesse: http://angg.twu.net/PURO/prop-gestao-chapa-1.pdf 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s