Arquivo do dia: 30 30UTC julho 30UTC 2011

Ministro da Previdência faz campanha contra servidores públicos federais

Garibaldi Alves defende PL 1992, de 2007, que obriga servidores públicos a aderirem a planos de previdência complementar. 

O Ministro da Previdência Privada

Na última quarta-feira (18/5), o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, fez um apelo para que a Câmara dos Deputados aprove o projeto de lei que cria a Previdência Complementar dos Servidores Públicos Federais, o PL 1992, de 2007.

Durante a audiência na Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal, o ministro da Previdência apresentou um deficit de R$ 52 bilhões da previdência dos servidores públicos.  Garibaldi ressaltou, ainda, a necessidade de se mudar as regras do regime de aposentadoria dos servidores públicos como uma das formas de estancar o que ele qualifica de “sangria da previdência”.  E finalizou: “Faço um apelo para que a Câmara dos Deputados aprove o Projeto de Lei 1992 que cria a Previdência Complementar dos Servidores Públicos. Seria uma forma de estancar essa sangria. Os servidores públicos não têm teto. Para eles, o céu é o limite”.

O ministro, todavia, não revelou as reais causas do resultado da previdência pública a cargo da União.  Fatores históricos, políticos, tributários e fiscais  compõem uma complexa equação que precisa ser amplamente discutida. O Sindilegis esclarece alguns fatores para você: Continuar lendo