Arquivo da categoria: Chico Alencar

Debate do Núcleo PSOL Serramar, célula Macaé. Interior: A mudança para além das eleições municipais. Dia 20 dez/12, quinta, 18h.

panfleto debate macaé 2012_02
Atividade do Núcleo PSOL Serramar, célula Macaé.
Debate. Interior: A mudança para além das eleições municipais. Dia 20 dez/12, quinta-feira, 18h, salão de festas LUPE, rua A, 65, Novo Visconde. Próximo a Academia Samara Jardim.
Com militantes que disputaram as eleições municipais no interior do estado: Flávio Serafini, cand. prefeito de Niterói, Erick Schunk, cand. prefeito de Campos, Professor Jonathan, cand. vereador em Rio das Ostras. Mediadora: Mel Marquer, cand, vereadora em Rio das Ostras, Mediador: Prof. Hélio Anthero, cand, vereador em Macaé.

Uma eleição solar

Por Chico Alencar

No Brasil inteiro, as eleições municipais assinalam o início do cansaço da população com as grandes máquinas de captar votos, dos partidos fortes mas ideologicamente anêmicos e muito assemelhados em suas práticas. A ‘americanalhização’ da política – feliz expressão do nosso saudoso Carlos Nelson Coutinho – parece que não terá vida longa por aqui… Isso explica os 20,45% de abstenções, nulos e brancos. E, no miúdo mas concreto, o extraordinário desempenho do pequeno PSOL, que busca se afirmar com nitidez e princípios. Sem fazer aquelas alianças oportunistas e de ‘vale tudo’, sem pacto com potenciais mensaleiros e fichas sujas, elegemos 49 vereadores (crescimento de 96%), tendo agora representação – para fazer a diferença! – em capitais como Macapá, Belém, Rio de Janeiro, Fortaleza, Natal, Maceió, Salvador, Goiânia, São Paulo, Florianópolis e Porto Alegre.

O Rio é um capítulo especial e comovente. Os 914.082 votos em Marcelo Freixo são marco histórico de uma eleição de turno único. Afinal, Paes, com o PMDB e sua aliança de negócios, Maia (DEM), Otávio (PSDB) e Aspásia (PV) representam o mesmo projeto. Não por acaso, o prefeito reeleito já foi de todos esses partidos… Então, fomos nós, do PSOL, que galvanizamos as forças sociais da cidadania, reencantando parte importante da juventude para a política, contra o sistema! Não houve vitória eleitoral na majoritária, mas uma baita vitória política. As urnas nos consideraram, de forma consciente e luminosa: temos a 2ª maior bancada da Câmara carioca, os três vereadores mais votados em Niterói – onde o candidato a prefeito Flávio Serafini também brilhou – e a 1ª prefeitura ‘psolar’ do país, Itaocara, do nosso combativo Gelsimar. Belém e Macapá virão com o 2º turno.

“Saudade é ser, depois de ter” (Guimarães Rosa): nosso voto foi, emocionado, o 50 de Carlito, Paulo Piramba, Daniel do Vale e tanto(a)s outro(a)s que partiram fora do combinado. Voto lúcido, de luz! Os eleitos haverão de honrá-lo.

Chico Alencar é deputado federal pelo PSOL/RJ.

Chico Alencar manifesta apoio do PSOL à greve nas universidades federais

Cerca de 40 Universidade Federais já entraram em greve. PSOL apoia!

Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados e todo(a)s o(a)s que assistem a esta sessão ou nela trabalham:

Os técnicos e docentes das Universidades Federais iniciaram paralisação em todo o país esta semana – pelo menos 10 Universidades já estão em greve e outras devem aderir na próxima segunda-feira (21).  O gesto extremo visa tirar da indiferença as autoridades educacionais.

O(a)s docentes pleiteiam a reestruturação da carreira com mudanças nos níveis, elevação do piso  – para o salário mínimo do Dieese, atualmente calculado em R$ 2.329,35 -, incorporação de gratificações e unificação entre professores do ensino superior e da educação básica das IFES. O Governo Federal havia se comprometido, em 2011, a construir, em diálogo com a categoria, a reestruturação da carreira, mas não cumpriu o acordo. Por isso o Andes – sindicato nacional da categoria – está, este momento, constituindo seu comando nacional de greve.

Os técnicos das Universidade também têm se mobilizado por reajuste salarial e valorização dos benefícios e afirmam que o governo tem sinalizado para elevação dos benefícios somente para 2013.

Realizaram hoje uma marcha na Esplanada dos Ministérios e estão acampados em frente ao Ministério do Planejamento. Protestam também contra a transformação dos adicionais de insalubridade e periculosidade em valores fixos estabelecida pela Medida Provisória 568/12 – apresentamos emenda à MP para corrigir esta distorção.

A luta dos professores e técnicos vêm ganhando apoio dos estudantes. Além das reivindicações salariais, os 3 segmentos têm lutado pela melhoria da infraestrutura das Universidades. A recente expansão de vagas no ensino superior não foram acompanhados de uma ampliação das condições de trabalho, o que tem comprometido a qualidade de ensino ofertado.

A luta do(a)s docentes e técnicos têm  se articulado com outras entidades de servidores públicos federais, que também estão insatisfeitas com a posição do Governo Federal frente às propostas de valorização salarial e estão organizando uma caravana à Brasília, no dia 05/06, e estabeleceram um indicativo de greve nacional do funcionalismo para o dia  11/06.

Que o governo federal não se feche e honre os compromissos assumidos!

Agradeço a atenção, 

Sala das Sessões, 17 de maio de 2012
 

Chico Alencar – Deputado Federal, PSOL/RJ.